tendências em tecnologia da educação

Cinco tendências em tecnologia da educação para os próximos cinco anos



O que esperar da educação em 2020?

Apresentamos neste post destaques do Relatório Horizon NMC – 2015, que anualmente projeta as tendências em tecnologia da educação para os próximos 5 anos. E você está certo se pensou que a internet está na raiz desse impacto. O documento é elaborado pelo New Media Consortium/Educause (http://cdn.nmc.org/media/2014-nmc-horizon-report-he-EN-SC.pdf )

Com certeza, você já observou que o sistema de ensino está em transformação e a principal causa é o impacto das novas tecnologias educacionais trazidas pelo uso da internet.

Ao mencionar a edição atual do Relatório Horizon NMC, a professora Charlotte Nirmalani Gunawardena, da University of New Mexico (UNM), observa que as escolas devem agregar mais aprendizado via web às suas aulas, além de mais modelos de aprendizagem híbrida e colaborativa.

 

Para ela, somente as instituições educacionais que adotarem o sistema híbrido de aprendizado face-a-face e online terão potencial para alavancar o potencial de estudantes que já absorvem informações do mundo virtual diariamente.

De acordo com a estudiosa mexicana, os educadores não podem mais negligenciar as ferramentas digitais, mas ao contrário eles precisam compreendê-las a cada dia mais para poder acompanhar o atual processo de aprendizagem dos alunos. Para ela, os estudantes, em especial os jovens, já passam seu tempo livre na internet, aprendendo pela troca de informações. (http://www.eesc.usp.br/portaleesc/index.php?option=com_content&view=article&id=1771&Itemid=164 )

Segundo o documento da New Media Consortium/Educause, algumas tendências em tecnologias educacionais têm se destacado já no momento atual e, certamente, serão consolidadas em cinco anos. .

Veja o que vai mudar no cenário educacional nos próximos 5 anos

1)    Estímulo à inovação.

inovação

Mais e mais as instituições de ensino, particularmente as universidades, aproximam-se do mundo corporativo no sentido de fomentar a cultura de inovação. Assim, como as empresas adotaram o e-learning (aprendizado online) há algum tempo, as instituições começam a perceber que a tecnologia deve ser considerada um catalisador da aprendizagem. Por que não preparar os estudantes para as habilidades do mercado de trabalho? Inovação só se produz a partir de tecnologia e o universo educacional deve preparar profissionais para atuarem no mundo real;

 

 

2)    Avaliar e medir o ensino.

avaliar e medir

O uso de tecnologias educacionais propicia coleta de dados, a qual até agora não se dispunha. Por que não usar essas informações em benefício do aprimoramento do próprio ensino? As tecnologias permitem avaliar metodologias e sistemas educacionais praticamente em tempo real. Cabe às instituições utilizarem tais recursos para corrigir rotas e alcançar o melhor desempenho educacional.  Baixe aqui um ebook de métricas e saiba como e o que medir na sua escola.

 

 

3)     Ensino híbrido.

 

ensino-hibrido

Segundo o relatório Horizon NMC, já em 2012, de cada 10 alunos, um havia realizado um curso inteiramente online. O ensino combinado ou híbrido, ou seja, com o professor face-a-face e aprendizado online, simultaneamente, deve ser introduzido nas escolas, ou elas aumentarão ainda mais a sua defasagem tecnológica em relação aos sistemas de que o aluno dispõe (e usa) em casa. Quando a escola adota a tecnologia educacional está ajudando esse estudante a aprender melhor tanto em casa como na sala de aula;

 

 

4)    Mudar a sala de aula.

sala-de-aula-invertida

Com a introdução das novas tecnologias educacionais, o espaço da sala de aula também precisa ser repensado. Não se pode continuar concebendo um professor utilizando um quadro negro à frente de algumas fileiras de carteiras. O professor deve encaminhar-se para a posição de um facilitador que fica ao centro dos alunos que o cercam, sentados em mesas redondas, diz o documento de tendências educacionais.

 

 

5)   Repensar a biblioteca.

Esses são espaços que também precisam ser reformulados, com a introdução das novas tecnologias. Devem permitir acesso wifi, bem como facilitar a interconexão entre os diversos aparelhos móveis, como smartphones, tablets, etc. Também devem ser mais confortáveis e espaçosas.

Se você prestar atenção, essas inovações no mundo educacional já podem ser observadas atualmente fora das escolas.

 

Será que somente daqui a cinco anos essas inovações vão ser realidade dentro das instituições educacionais? Deixe a sua opinião!

tendências em tecnologia da educaçãotendências em tecnologia da educação Banner_Blog_Captacao-e-retencao_750x125

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

1 comentários em “Cinco tendências em tecnologia da educação para os próximos cinco anos”

  1. Author Image Diego Zuculin Da Fonseca disse:

    Excelente Matéria! Estamos trabalhando para que em poucos meses a Noctuam Ensino possa figurar ao lado dessas cinco tendências inovadoras e necessárias para um perfeito desenvolvimento da educação!

    Responder

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email