Como identificar as dificuldades dos alunos?

45

Tanto professores quanto coordenadores precisam lidar diariamente com as dificuldades dos alunos em relação aos conteúdos apresentados. Mas como é possível compreender quais são as principais dificuldades dos alunos? Como pensar intervenções adequadas para ajudá-los? Para tanto, é importante elaborar uma série de atividades que possam contribuir, de forma significativa, para a resolução dos problemas encontrados, sejam eles quais forem.

Neste artigo você verá exemplos de como identificar as lacunas no aprendizado dos estudantes e como agir para superá-las. Confira!

A importância da correta identificação das dificuldades dos alunos

Muitas vezes as dificuldades apresentadas pelos alunos não são tratadas com a devida atenção. Sendo assim, isso contribui para o aparecimento de lapsos de aprendizado, insatisfação direcionada à escola e até mesmo a evasão escolar.

O processo de identificação das dificuldades dos alunos é extremamente benéfico para os estudantes, pois gera neles a segurança necessária para prosseguir nos estudos. Isso ocorre, sobretudo, uma vez que as limitações deles são respeitadas e devidamente corrigidas, sempre com a ajuda do corpo docente e da coordenação.

Como fazer a identificação?

Não é mais novidade que a tecnologia pode – e deve – ser utilizada como prática pedagógica. Dessa maneira, além de auxiliar no dia a dia em sala de aula, ela poder ser usada como instrumento para facilitar o reconhecimento de dificuldades. Confira nos tópicos abaixo como fazer isso!

Aplicação de simulados

Os simulados online são uma excelente maneira de otimizar o tempo, tanto dos alunos quanto dos professores. Um exemplo disso são as plataformas que contêm um banco de questões para que seja possível treinar para provas importantes, como o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). A melhor parte disso é que os professores não precisam corrigir e analisar as respostas manualmente e ainda é possível utilizar a correção TRI.

Ainda assim, o docente não precisa analisar o desempenho da classe apenas com simulados. Existem plataformas com ferramentas de avaliação que usam atividades onlines para auxiliar na identificação das dificuldades e no acompanhamento do aprendizado dos alunos.

Análise de relatórios

Os relatórios servem não apenas para que os estudantes percebam quais conteúdos precisam de mais atenção, mas também para que os professores descubram o que deve ser revisado. Os resultados obtidos nas avaliações diagnósticas online devem ser interpretados para que se acompanhe a evolução do aprendizado. É essa análise que vai indicar à equipe docente quais as intervenções pedagógicas necessárias.

Se as dificuldades são coletivas, cabe ao professor, com a ajuda da coordenação, analisar bem as informações obtidas sobre os obstáculos encontrados pelos alunos no processo de ensino-aprendizagem. Isso pode ser feito, por exemplo, pela análise dos conteúdos que foram mais errados ou da taxa de marcação das alternativas. É possível, a partir disso, seguir alguns caminhos como a mudança de metodologia, desde que se respeite o Projeto Político Pedagógico da escola, a fim de apresentar uma variedade maior de elementos educacionais que ajudam na superação das dificuldades apresentadas pela classe.

Para saber se as ações geraram os resultados esperados, é importante dialogar com os alunos, para que eles tenham a chance de relatar suas percepções a respeito das novas práticas pedagógicas. Também é necessário que novas atividades sejam aplicadas para assegurar que as lacunas do aprendizado foram superadas.

Também é importante se atentar para casos isolados de dificuldade. Isso porque é preciso estar sempre atento a problemas como hiperatividade, déficit de atenção e bullying, por exemplo, que podem atrapalhar o processo de aprendizado.

Veja também como ajudar o professor a lidar com uma turma muito agitada

Conclusão

Com o auxílio da tecnologia também é possível encontrar diversos materiais que orientam o educador a respeito de como identificar as dificuldades dos estudantes. Assim, é possível buscar orientações, por exemplo, sobre como o coordenador pedagógico deve atuar junto à equipe docente na identificação dos pontos que necessitam atenção e como os relatórios podem ser analisados a fim de se identificar informações relevantes sobre o desempenho dos alunos.

A importância de analisar os dados obtidos vai além das melhorias implementadas no dia a dia escolar, pois a escola pode utilizar essas informações para nortear o seu planejamento escolar. Dessa forma, a escola pode organizar com antecedência não apenas o conteúdo programático, como também os métodos avaliativos e a campanha de matrículas.

Além disso, identificar as dificuldades dos estudantes e pensar intervenções pedagógicas específicas para cada uma delas é fundamental para que a instituição melhore cada vez mais a qualidade do ensino. Para isso, é fundamental aplicar atividades de forma continuada, para que forneçam à equipe docente um panorama claro do aprendizado dos alunos – e a tecnologia tem muito a contribuir nesse cenário.


Este artigo foi escrito pela Amanda Sampaio da par Plataforma Educacional. Conheça melhor a par e entenda como ela pode ajudar a sua escola a melhorar a qualidade pedagógica!

Clique e acesse: Infográfico Tendências em educação