7 dicas para acabar com a inadimplência escolar

7 dicas para acabar com a inadimplência escolar

43

Acabar com a inadimplência escolar é um dos maiores desejos de gestores de escolas e cursos, afinal, esse é um dos problemas que mais prejudica as instituições de ensino. Porém, às vezes é difícil começar um trabalho de combate à inadimplência, já que muitas variáveis influenciam nessa questão.

Preparamos algumas dicas para que você conheça boas práticas na hora de lidar com esse problema. Assim, você poderá adotar medidas eficazes que com certeza vão ajudar a acabar com a inadimplência na sua instituição. Acompanhe!

 


Confira as dicas para acabar com a inadimplência escolar!

#1 Preste atenção na hora de trazer um aluno

É normal que sua escola ou curso tente trazer o máximo de alunos possível durante o período de captação. Entretanto, não adianta matricular alguém que não tem condições financeiras de arcar com as mensalidades, pois esta pessoa tende a se tornar inadimplente.

Assim, é preciso ter certos cuidados durante o momento de captação. Em primeiro lugar, sua instituição precisa focar em atrair interessados dentro do perfil que é capaz de pagar o preço das mensalidades. Depois, ao lidar com um interessado, sua escola ou curso deve estabelecer uma negociação honesta para que ele tenha meios de avaliar se pode ou não pagar o quanto você cobra.

#2 Adote uma maneira fácil de visualizar quem está inadimplente

Quando o controle financeiro da sua instituição é burocrático e ineficiente, fica difícil identificar rapidamente um caso de inadimplência. Assim, a situação pode se complicar, pois se o inadimplente não for abordado logo, acaba deixando o problema se agravar e a dívida aumentar.

A solução é, então, adotar um controle eficiente, como por exemplo um sistema que registre as informações de pagamento de cada aluno. Através de um recurso como esse, a equipe da sua instituição passa a dispor da agilidade necessária para combater cada caso de inadimplência que surgir.

#3 Identifique o perfil do inadimplente

Há diversos motivos pelos quais alguém deixa de pagar uma mensalidade. Há casos em que o devedor realmente não tem condições financeiras de arcar com o que sua instituição cobra, mas também há casos de atrasos por motivos triviais, como o simples esquecimento. Cada uma dessas situações precisa ser tratada de maneira diferente, por isso, é importante identificar qual é o perfil de cada aluno inadimplente.

Quando falamos em perfil, estamos pensando em alguns aspectos a respeito dos hábitos de pagamento de um aluno. É preciso identificar se ele sempre atrasa pagamentos ou se costuma pagar em dia e qual foi o motivo do atraso em questão. Assim, a negociação para resolver o problema pode ser mais justa e favorável para ambas as partes.

#4 Estabeleça um processo para lidar com inadimplentes

É claro que cada caso de inadimplência necessita de uma abordagem específica. Porém, há algumas coisas que devem ser definidas previamente se sua instituição quiser desenvolver um trabalho eficaz para acabar com a inadimplência.

Para começar, é preciso definir uma tolerância para atrasos nos pagamentos e a partir de quanto tempo um atraso passa a ser considerado inadimplência, pois esse é o momento em que deve-se começar a cobrar. Além disso, também é necessário designar os funcionários encarregados de entrar em contato com devedores e combinar qual será o tom desse contato.

#5 Ofereça métodos de pagamento práticos

Muitas escolas e cursos não diversificam os métodos de pagamento, o que obriga pais, responsáveis e alunos a comparecer à secretaria para fazer o pagamento. Esse procedimento não é nada prático, e muitos atrasos podem ocorrer simplesmente porque alguém esqueceu ou não teve tempo de passar na secretaria da instituição.

É fácil evitar esse tipo de problema: basta adotar métodos de pagamento práticos, como, por exemplo, o boleto bancário. A cobrança através de boletos é prática porque estes podem ser pagos em qualquer agência bancária ou mesmo através de internet banking. E ao contrário do que muitos pensam, hoje já é fácil para uma instituição emitir boletos registrados. Saiba mais

#6 Mande lembretes

Mandar lembretes é uma estratégia incrivelmente eficiente para reverter alguns casos de inadimplência. Na verdade, alguns pagamentos ficam em aberto porque são esquecidos, ou não são vistos como prioridade. Nesses casos, um simples lembrete pode ser suficiente para mostrar que sua instituição está atenta à situação, o que leva o inadimplente a providenciar o pagamento.

Em um primeiro momento pode parecer difícil gerenciar esse envio de lembretes, que exige um controle de inadimplência minucioso. Porém, um sistema de gestão escolar, por exemplo, é capaz de enviar lembretes automaticamente por SMS e email. Basta configurar quando a cobrança será enviada e o software faz tudo sozinho!

#7 Negocie sempre

Sempre vale tentar resolver um caso de inadimplência de forma amigável. Assim, a negociação muitas vezes acaba sendo a melhor saída para solucionar problemas de uma maneira justa, boa tanto para a instituição de ensino quanto para o inadimplente.

Além disso, a negociação pode ser uma solução rápida para esse tipo de caso, que se levado à justiça demoraria muito para ser resolvido. Por essa razão, quase sempre é mais vantajoso tentar um acordo com um inadimplente mesmo que seja necessário perdoar parte da dívida.

Ainda tem dúvidas? Veja porque usar o WPensar para acabar com a inadimplência na sua instituição

Conte com a WPensar para acabar com a inadimplência escolar!