7 erros de gestão que você pode estar cometendo na sua escola

7 erros de gestão que você pode estar cometendo na sua escola

40

Erros de gestão podem afetar diretamente o andamento da sua escola ou curso – de questões financeiras à qualidade do ensino. Tendo em vista a importância de uma gestão de qualidade para o sucesso de uma instituição de ensino, todos os aspectos do processo de gestão necessitam de cuidado redobrado, principalmente porque estão interligados.

As gestões acadêmica, financeira e pedagógica precisam estar afinadas e nenhuma pode ser tratada à parte.

A pergunta que fica é: será que a sua escola apresenta erros de gestão? Algumas situações podem estar afetando diretamente a qualidade do serviço prestado – e, por isso, é preciso encontrar a raiz do problema.

Veja mais:
Sistema de Gestão Escolar: deixe a papelada de lado
Melhore a comunicação com os pais usando uma Agenda Digital
Descubra como captar alunos para a sua escola ou curso

7 erros de gestão: você reconhece algum?

1) Falta de visão do negócio

Seja qual for a formação do diretor/gestor – área administrativa ou pedagógica – o ideal é que ele tenha uma visão geral sobre todos os aspectos da escola: desde a operação, ao RH, financeiro, processos.

Isso pode ser conquistado quando a gestão é complementada por profissionais de outras áreas. Normalmente um diretor/gestor é alguém que é da área pedagógica e, por isso, sua equipe deve contar com mais gestores, especializados em outras áreas.

Conheça os 6 pilares da Gestão Escolar

2) Falta de planejamento

Tenha um planejamento estratégico, tático ou operacional, para que se atinja êxito tanto nos processos administrativos quanto nos processos de ensino-aprendizagem.

E quem melhor para ajudar a planejar do que quem conhece o dia a dia da escola? Envolva a sua equipe e convide a escola para uma gestão democrática.

Faça um planejamento onde todos se comprometam, dando opiniões e assumindo suas responsabilidades. Então, crie um plano com os objetivos a serem obtidos pela escola, estabelecendo as decisões que devem ser tomadas pelo diretor/gestor e quais as métricas devem ser acompanhadas para determinar o sucesso das iniciativas.

3) Falta de transparência na relação com os pais de alunos

A escola deve criar uma conexão de confiança com seus alunos, deve aproximar-se deles e dizer o motivo pelo qual eles estão ali e o que se espera deles. Os pais precisam estar informados sobre o que acontece na escola do filho – o que faz da comunicação e do acesso à informação peças chave.

Desde ocorrências disciplinares até o processo pedagógico que determinada atividade envolve. Não é um processo difícil, uma vez que a tecnologia leva informações em tempo real. Use-a a seu favor!

O que pais e alunos ganham com um sistema de gestão escolar?

4) Falta de quórum em reuniões presenciais com os pais

Os pais sabem da importância desses encontros, mas temos que estar cientes de que a maioria das pessoas tem uma vida bastante agitada e nem sempre conseguem conciliar a agenda.

Neste caso, a escola pode disponibilizar através de um sistema online tudo relacionado às reuniões, onde os pais fiquem a par, por meio de relatórios, dos assuntos tratados, dos encaminhamentos que foram dados e decisões tomadas.

Outra solução é usar um aplicativo de comunicação, aproximando a família da escola com acesso na palma da mão. Assim, uma comunicação eficiente resultará na participação e circulação de informação. Com uma Agenda Digital, por exemplo, a escola consegue disparar convites para eventos e acompanhar a confirmação de presença, reduzindo o número de reuniões vazias.

Aplicativo de comunicação escolar – o que é e por que usar

5) Falta de um plano para lidar com a inadimplência

Gerenciar os pagamentos não é tarefa fácil. Mapear quem está inadimplente, começar uma campanha para receber os pagamentos atrasados, o que demanda tempo.

Aqui há outro erro de gestão. Isso porque essa verificação acaba ficando para depois, até que o dinheiro comece a sair da conta rapidamente e não se veja mais recursos entrarem.

Por isso, a gestão financeira é de grande importância. Com um olhar mais apurado, os dados se mantém atualizados e são criadas formas de efetuar as cobranças dos pagamentos em atraso.

6) Falta de um padrão para o gerenciamento de recursos

É preciso padronizar as rotinas de trabalho. Um exemplo é a compra de materiais. Para toda compra de material, o ideal é fazer uma lista, levantar fornecedores, especificar o prazo que aqueles materiais irão durar e fazer cotações – isso inclui além de material de expediente, os insumos e materiais de limpeza.

Nada de ficar comprando aos poucos, até porque se torna mais caro. Mais que melhorar o fluxo de trabalho, criar padrões de gerenciamento permite maior controle de gastos e economia, uma vez que dá tempo hábil para pesquisa de preço e tudo é comprado de uma só vez.

7) Falta de acompanhamento do rendimento dos professores

Toda boa gestão acompanha, através do coordenador pedagógico, o rendimento de seus professores – fator decisivo na educação dos alunos. Além disso, é também a forma de identificar eventuais problemas no processo de ensino-aprendizagem, mapear se há problemas com o método ou com as pessoas envolvidas – os alunos e o professor.

Sendo assim, observar esses pontos e identificar mudanças necessárias fará com que problemas sejam solucionados. E isso impacta de forma significativa o andamento dos processos administrativos e pedagógicos da escola.

Nesse sentido, a gestão de qualidade é aquela que tem visão integrada dos setores e compreende que cada parte interfere no andamento da instituição.

Você tem visto outros erros de gestão presentes realidade de escolas e cursos? Comente abaixo e vamos trocar experiências!