periodo-de-rematricula-o-quanto-antes

Veja porquê começar o período de rematrícula o quanto antes

68

Preparar a transição de um ano letivo para outro é um desafio. Afinal, é preciso fazer o planejamento estratégico para o ano seguinte, definir o reajuste da mensalidade e, é claro, começar o período de rematrícula o quanto antes. 

Esse momento, que geralmente começa entre os meses de setembro e outubro, costuma ser intenso e estressante. Isso porque muitas escolas vêem o período de rematrículas como um sinônimo de caos na secretaria, e trabalho redobrado nos departamentos administrativos.

Entretanto, esse processo não precisa ser tão complicado! Se você começar a planejar o período de rematrícula o quanto antes, poderá preparar a passagem de um ano para outro com mais calma, e levará vantagem sobre os concorrentes. Veja as dicas que preparamos para você organizar a rematrícula na sua escola ou curso!

Veja mais:

Sistema de Gestão Escolar: deixe a papelada de lado

Melhore a comunicação com os pais usando uma Agenda Digital

Cuidados que você deve ter na hora de fazer a rematrícula

Antes de mais nada, sua escola precisa planejar o processo de rematrícula para que tudo ocorra de acordo com a legislação de defesa do consumidor, sem infringir nenhum direito dos pais e dos alunos. Veja alguns pontos da legislação aos quais você deve estar atento:  

  • De acordo com a lei 9.870 a cobrança de “taxa de matrícula” ou “pré-matrícula” é considerada uma prática abusiva. Essa cobrança excede o valor total anual estipulado no contrato e corresponde a uma parcela extra, que excede o limite de 12 parcelas (mensalidades) determinadas pela lei. Assim, se houver algum pagamento antecipado para a reserva de matrícula, esse valor pago tem que ser abatido da mensalidade seguinte.
  • O valor das mensalidades do ano seguinte deve ser fixado no momento da matrícula. Além disso, o reajuste não pode ser abusivo e deve ser justificado com a divulgação da planilha de custos da instituição. Seja transparente ao divulgar o reajuste escolar. Veja como fazer o reajuste!
  • A escola é proibida por lei de reter documentos e impedir a transferência de alunos inadimplentes ou que desejem mudar de escola por qualquer outro motivo. Entretanto, a sua instituição pode recusar a rematrícula de alunos devedores.

Seguindo atentamente essas normas, sua escola evita problemas e consegue executar tranquilamente o processo de rematrícula. Nessas circunstâncias, fica mais fácil adiantar o início desse processo e sair na frente de outras escolas concorrentes!

Vantagens de fazer a rematrícula o quanto antes

Realizar o processo de rematrícula o quanto antes é uma estratégia vantajosa para a sua instituição por diversos fatores. Veja por quais motivos: 

Rematricule alunos em poucos cliques! 

Você se adianta em relação a concorrência

Ao antecipar a rematrícula na sua escola, você retém seus alunos antes mesmo que outras escolas entrem na temporada de captação. Assim, é possível garantir que seus alunos permaneçam na instituição sem que os concorrentes consigam atraí-los.

Além disso, você também conseguirá adiantar o início da sua própria temporada de captação. Antecipando esse momento, você fica novamente à frente das outras instituições, já que poderá fechar novas matrículas enquanto outras escolas ainda nem estão captando. 

É possível planejar melhor a captação de novos alunos

O planejamento é essencial para iniciar esse processo de rematrícula! Com a rematrícula adiantada, você poderá traçar estratégias assertivas de captação de alunos para o ano seguinte, já que você vai ter uma noção clara do número de vagas disponíveis e da possibilidade de abrir novas turmas. 

Desse modo, a escola planeja a estratégia de captação de acordo com a demanda e pode pensar em fazer investimentos para divulgar os serviços da instituição. Com um bom planejamento, certamente sua captação será muito mais eficiente.

Leia mais: Saiba como fazer um planejamento de captação de alunos 

Você identifica alunos com tendência a deixar sua escola

O processo de rematrículas também é uma oportunidade para identificar alunos com problemas que podem levá-los a deixar a sua instituição. Quando os alunos ou responsáveis adiam a decisão de fazer a rematrícula para o ano seguinte, acende-se um sinal de alerta. Nesses casos, cabe à escola entrar em contato para entender a situação do estudante em questão. 

Em geral, quando o aluno está inadimplente, tem baixo desempenho acadêmico, sofre bullying ou passa por algum outro tipo de problema, tende a não se rematricular e, consequentemente, abandonar a instituição. Esse é o momento certo para identificar esses problemas e tratá-los com a maior agilidade possível para tentar solucioná-los!

É possível reverter os casos desses alunos

Como explicamos no tópico anterior, a rematrícula é um momento em que a sua escola identifica alunos com problemas. Se esses problemas forem identificados cedo, você terá tempo de tratá-los e revertê-los. Isso só acontece se você planejar o processo de rematrícula com antecedência, porque se isso for feito no final do ano letivo, dificilmente você terá tempo para dar atenção aos pais e alunos com dificuldades – sejam elas financeiras ou acadêmicas. 

Entrar em contato com essas pessoas a fim de solucionar as questões pendentes é bom, tanto para elas, quanto para a própria escola ou curso. Afinal, se você chegar a um consenso (renegociação de dívidas, por exemplo, ou proposta de acompanhamento pedagógico), você consegue reter o aluno e ganhar a confiança da família.

Encante os responsáveis com a sua Instituição! 

A forma que a sua instituição lida com conflitos e soluciona os problemas durante o ano letivo com certeza são alguns pontos que os responsáveis pensam quando vão renovar a matrícula dos seus filhos; eles podem ter uma percepção positiva ou negativa. Use a tecnologia para desburocratizar processos e otimizar o seu tempo, da sua equipe e dos pais dos alunos. Faça a sua instituição ser reconhecida pela qualidade!

Gostou de saber mais sobre o período de rematrículas? Deixe seu comentário!