Como o vídeo pode se tornar uma ferramenta essencial para a educação



Desde os irmãos Lumiére, muita coisa mudou no mundo de produção de vídeos. Atualmente há grande facilidade em fazê-los, com equipamentos cada vez mais avançados, acessíveis a qualquer pessoa que tenha “uma idéia na mão e uma câmera na cabeça”. Essa facilidade, aliada à popularidade de canais de vídeo como o YouTube e o Vimeo, possibilitando a praticamente qualquer pessoa mostrar seus trabalhos para o mundo, abriram um novo mundo em termos de entretenimento e educação, sendo esta última, notadamente, a mais beneficiada.

A verdade é que essa facilidade de produção e acesso aos vídeos tem revolucionado a educação como um todo, democratizando o conhecimento e possibilitando a qualquer um que deseje ter acesso a todo tipo de informação, não se restringindo mais o acesso apenas às classes privilegiadas. E além de consumir, qualquer pessoa pode produzir cultura e contribuir com sua opinião para ajudar a melhorar o mundo à sua volta.

Em que os vídeos podem ajudar na tarefa de educar?

Alunos e professores podem fazer seus próprios vídeos, tanto para avaliações, trabalhos, como para revisão de conteúdo. Os vídeos permitem a inserção de recursos como áudio, fotos e outros vídeos, tornando a apresentação de qualquer matéria bem mais atrativa. Praticamente qualquer conteúdo pode ser transmitido através de vídeos, bastando um planejamento cuidadoso para que esta ferramenta seja uma experiência valiosa em sala de aula.

Além disso, é o alcance do formato e a facilidade de compreensão que vem cada vez mais fazendo a diferença no ensino. Vídeos podem ser publicados na internet, salvos em pendrives ou CDs, e assistidos praticamente em qualquer lugar. Isso é particularmente importante quando se trata de alunos de comunidades carentes. Com os vídeos, eles podem ter acesso ao que há de melhor na educação, tendo contato com os melhores professores e bons materiais, diminuindo um pouco a desigualdade que existe entre eles e alunos com maiores recursos.

Nesse mundo interativo e digital, a proposta do professor na frente de uma lousa, passando matéria, não funciona mais com os alunos cada vez mais antenados e conectados nas tendências do momento. Os vídeos também se prestam admiravelmente a esse contexto, tornando as aulas atrativas e interessantes, com maior dinamismo.

Com a capacidade de alunos e professores produzirem seus próprios vídeos, é possível uma maior personalização do conteúdo a ser passado, bem como a adaptação do mesmo à realidade vivida na sala de aula. E os vídeos produzidos podem ser utilizados sempre que necessário, aproveitados por outros alunos ou compartilhados através da internet, ou seja, é um conhecimento que nunca se perde.

Vídeos e educação por aí afora

As empresas e a comunidade da internet em geral já sentiram a força do ensino através dos vídeos educativos. O Google, desde 2013, através do YouTube, disponibiliza o YouTube Educação, que reúne mais de 8 mil vídeos educativos, com ênfase no Ensino Médio. Nesse projeto, são oferecidos vídeos feitos por professores brasileiros, em português, abrangendo matérias como Língua Portuguesa, Matemática, Biologia, Física e Química.

Outras iniciativas semelhantes vem progredindo através do mundo, algumas se tornando mundialmente conhecidas, como são os vídeos da Khan Academy, famosos pela sua qualidade e excelência do material apresentado.

^A1D0642C0410C39DE61C7657D81AF36BC80FADDF602978D9DD^pimgpsh_fullsize_distr

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email