Tematização da prática: estratégia eficaz no processo formativo



Atualmente estamos vivendo um momento de constante evolução, sobretudo no que tange à tecnologia. Os alunos atuais estão cercados por aparelhos revolucionários e atraentes, e fica por vezes difícil para o professor competir com tantas inovações e conseguir prender a atenção dos estudantes, bem como despertar neles o interesse pelas matérias escolares. Muitas vezes faltam ideias ao professor para que ele ensine os conteúdos de forma mais efetiva. Hoje, mais do que nunca, precisamos de professores reflexivos, que possam pensar a respeito da educação a fim de aperfeiçoarem sua prática. É dentro deste contexto que o coordenador pedagógico poderá auxiliar seus professores, por meio da Tematização da Prática.

O que é a tematização da prática?

Tematização da Prática consiste em escolher um determinado tema que faça parte do currículo escolar e refletir a seu respeito de forma aprofundada. Desse modo, com base em uma atividade didática praticada em sala de aula, os professores irão estudar teorias, fazer observações e chegar às conclusões, tendo o coordenador pedagógico para guiá-los nesse processo.

Passos a serem tomados pelo coordenador pedagógico antes da Tematização da Prática:

  1. Detectar as necessidades

Por meio de atividades dos alunos e avaliações, o coordenador irá perceber em quais temas eles estão apresentando dificuldade, e então selecionará um tema específico de uma determinada disciplina.

  1. Estudo das teorias

Em posse do tema, o coordenador buscará por materiais teóricos a esse respeito, a fim de ter forte embasamento na matéria a ser posteriormente explorada na Tematização da Prática.

  1. Seleção de materiais

O coordenador pedagógico deverá selecionar materiais que serão utilizados na Tematização, como vídeos de aulas, áudios, artigos e teorias que tratem do tema escolhido. A princípio, aconselha-se que tais vídeos não sejam de filmagens feitas durante as aulas da própria instituição de ensino, a fim de não constranger os professores. Quando os docentes da escola já tiverem intimidade com o processo, o coordenador poderá filmar suas aulas, porém tais aulas devem ser de professores experientes, que concordem em serem filmados e cujas aulas sejam bons modelos, uma vez que o objetivo da Tematização não é constranger o educador ou apontar defeitos, mas sim buscar ideias e refletir sobre a prática de ensino.

Caso em um primeiro momento o coordenador já possua em sua escola um professor que concorde em ter sua aula filmada, devem ser tomadas as seguintes precauções:

  • Ter a aula planejada previamente por uma equipe de professores, orientados pelo coordenado, o que passa a ser uma etapa da Tematização da Prática;
  • O próprio coordenador filmar a aula, pois ele saberá quais imagens serão mais relevantes na hora da discussão;
  • Ter outro professor que se prontifique a ter o áudio de sua aula gravada, para que se tenha mais materiais para análise;
  • O coordenador mostrar e refletir sobre o vídeo primeiramente apenas com o professor filmado, a fim de analisarem juntos sobre o que irão discorrer e para que o educador filmado tenha um conhecimento prévio do vídeo e sinta-se à vontade no momento da Tematização;
  • O coordenador deverá assistir ao material sozinho, para inteirar-se mais sobre o que aconteceu na aula observada e refletir sobre de que forma abordará o tema;

 4. A tematização da prática em si

Todos os professores daquela disciplina – ou também de outras disciplinas, caso o tema seja de importância coletiva – assistirão ao vídeo e serão expostos aos artigos e teorias selecionadas, a fim de fazerem uma reflexão a respeito do tema proposto, buscando sempre o aperfeiçoamento do processo ensino-aprendizagem, sob a luz de novas ideias e sugestões sobre o tema avaliado.

 5. A formação do docente reflexivo

É fundamental que o processo de Tematização da Prática seja documentado, uma vez que este material poderá servir como objeto de análises posteriores e consultas aos docentes que procurarem obter mais conhecimento. A Tematização da Prática deve ser também um processo de reflexão e crescimento pedagógico constante, devido a isso cabe ao coordenador proporcionar e solicitar aos educadores atividades por meio das quais a prática e o raciocínio a respeito das técnicas de aprendizado se constituam em uma formação continuada.

E quanto à sua escola: já fez Tematização da Prática? Como foram os resultados?

banner_ebook-os-desafios-para-uma-gestao-de-sucesso_750x125

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Você sabe o que é um sistema de gestão escolar?

Leia o artigo completo


Destaque do mês

Evento online e gratuito


Direito para escolas | 1ª edição

Direito para escolas | 1ª edição



Assine e receba nossos posts direto no seu email