Reduza o índice de inadimplência e melhore o caixa da sua escola



Com a estabilização da economia que ocorreu por volta de 1994, as instituições de ensino começaram a se preocupar mais com a inadimplência. A maioria delas, para contornar esse problema, optou por criar um setor interno para fazer a cobrança. Os resultados nem sempre eram positivos e a atividade se tornou bastante desgastante, ou seja, o problema da inadimplência não foi solucionado. O que fazer então?

Primeiro a escola precisa ser encarada como uma empresa e ter um setor financeiro eficiente. É necessário possuir uma política de cobrança e ter um caminho traçado para não apenas reduzir a inadimplência, mas também manter o aluno e a sua capacidade de investimento.

Como proceder diante da inadimplência?

É preciso um conjunto de medidas para que a inadimplência seja reduzida. Conquistar essa redução vai muito além de entrar em contato com os responsáveis pelos alunos solicitando o pagamento. O cuidado deve começar na hora da matrícula.

Conhecer bem o aluno e as suas condições são extremamente importantes. Dados cadastrais, referências e condições econômicas precisam ser analisadas. O departamento financeiro tem que ser ágil e estruturado. O cliente deixou de pagar uma mensalidade? Não demore para entrar em contato com os pais ou resposáveis financeiros. Pode ter sido um esquecimento apenas, a falta de tempo ou a perda do boleto. Se essa mensalidade não for paga e acumular com a próxima, mesmo para clientes que não costumam atrasar, o valor duplicado para ser pago de uma só vez pode se tornar um problema.

Caso o pagamento não seja realizado, não vai adiantar muito a escola continuar cobrando. Nesse caso, pode-se mandar os boletos para uma empresa especializada dar continuidade na cobrança. Para que ela seja realmente eficaz, é indicado que pessoas com capacitação nesse trabalho procedam com a cobrança.

Não lembre da inadimplência apenas em procedimento emergencial

Algumas instituições vão empurrando as cobranças ou até deixando-as de lado. Só lembram-se dos inadimplentes quando precisam aumentar o volume de dinheiro no caixa da escola, como por exemplo, na época de pagar o 13° salário para os funcionários.

Nesse período ligam, cobram, mandam para empresas especializadas até que conseguem o recurso necessário. No mês seguinte, o que acontece? A inadimplência volta e a escola “esquece” até a próxima emergência.

Para que o caixa de sua escola seja realmente melhorado, é importante que o controle dos devedores e o processo de cobrança seja algo contínuo na instituição. O trabalho é diário!

A redução da inadimplência deve ser realizada sempre para garantir o equilíbrio financeiro. É um processo de longa duração, criterioso e bastante sistemático que só traz resultado quando há esforços diários e proporcionais. Embora o resultado não seja imediato, é duradouro. As taxas de inadimplência são reduzidas, tanto a corrente quanto a residual.

Um software de gestão oferece um portal que dentre outros dados, permite que a sua escola ou curso faça a impressão de boletos e pagamentos online. Com isso, fica mais fácil controlar o débitos e para os responsáveis realizarem os pagamentos, ajudando na redução da inadimplência.

Quer conhecer um software que irá te ajudar a reduzir a inadimplência na sua escola ou curso? Conheça o WPensar!

banner_wpensar-demonstracao-do-produto_750x125

wpensar-banner-blog-ebook-inadimplencia-750x125

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email