Os maiores desafios enfrentados pelo coordenador pedagógico



Para que o colégio do seu filho funcione da forma que você deseja, duas figuras são fundamentais, antes que se chegue à importância indiscutível dos professores: a do diretor e a do coordenador pedagógico. Ao diretor cabe assegurar as condições da infraestrutura escolar, enquanto ao coordenador pedagógico cabe responder pela promoção da melhoria das condições de aprendizagem. É esse profissional que interage com os professores em busca de garantir a melhor didática e a melhor abordagem de conteúdo para facilitar o aprendizado do seu filho. Neste post, analisaremos o papel do coordenador pedagógico.

Nos anos 1970, as escolas brasileiras introduziram, pela primeira vez, um profissional de funções específicas, que atuava entre o diretor e os professores, mas seu trabalho ainda era principalmente técnico. A ele cabia, por exemplo, propiciar a elaboração de apostilas para uso em classe. Somente a partir da década de 1980, o conceito funcional do coordenador pedagógico passou a se encaminhar para o que atualmente conhecemos de sua importante atuação no contexto escolar.

Vera Placco, professora da pós-graduação em psicologia da educação na PUC-SP e uma das responsáveis pela organização da coleção ‘O coordenador Pedagógico’, da Editora Loyola, opina que o perfil desse profissional apoie-se, igualmente, em três aspectos: que seja um formador, um articulador e um transformador. Para ser um formador e auxiliar o professor a lidar com seu próprio conhecimento, o coordenador precisa atualizar-se em didática e novas metodologias. Mas, segundo a especialista, isso não significa que ele deva entender de física para ajudar o professor dessa área a ensinar com maior eficácia.

Ele também precisa saber articular com os professores para fazer com que esse processo de interação seja o mais produtivo possível. Consequentemente, também atuará como um agente transformador do processo de ensino, quanto mais aprimorados forem essa formação e articulação.

Articulação com as famílias

Tal articulação promovida pelo coordenador pedagógico no ambiente escolar passa necessariamente pela articulação com as famílias. Esse é, por sinal, um dos seus maiores desafios profissionais: aproximar a família dos processos de aprendizagem propiciados pela escola. A visão dos pais é de suma importância para poder completar o ciclo de aprendizagem das crianças e adolescentes.

O coordenador pedagógico precisa entender qual é a posição das famílias para evitar situações de conflito com os professores, ouvir o que elas têm a dizer sobre a política de ensino da escola, para enriquecê-la ou, então, para argumentar com os pais e responsáveis sobre os motivos de determinados aspectos da política escolar. Por sinal, o coordenador pedagógico deve incumbir-se de apresentar e também de defender junto às famílias o projeto político-pedagógico (PPP) na primeira reunião de cada período letivo.

As pressões sobre o coordenador pedagógico

É bom, ainda, que as famílias saibam que o exercício de tais funções é o cerne da responsabilidade profissional do coordenador pedagógico, no entanto, ele é bastante pressionado por outras tarefas do dia a dia, que nem sempre estão relacionadas à sua missão.

Muitas vezes, o coordenador pedagógico pode ser guindado ao cargo sem a formação necessária, por exemplo. A grade curricular dos cursos de pedagogia, que é a sua área de formação, não se aprofunda nas funções de um coordenador pedagógico. Assim, será no exercício da função que ele terá que buscar essa formação teórica que, além disso, impõe uma especialização constante.

Há outros tipos de pressão ainda. Se o modelo de gestão escolar for centralizado, pode gerar um cenário de desgastes entre direção e coordenação, uma vez que o coordenador pedagógico assumirá muitas funções que antes eram exercidas apenas pelos diretores, ou deveriam ser realizadas em conjunto, como a criação do quadro de horários da escola, consulta de disponibilidade de professores e principalmente o balanceamento dos horários com a disponibilidade dos professores, que requer muito tato e negociação entre escola e docentes.

Ainda existe um último fator de pressão: trata-se da busca de resultados, tanto pela direção como pelas famílias. Essas também querem que a escola que pagam tanto esteja entre as primeiras classificadas nos parâmetros externos de avaliação, como também que seus filhos obtenham os melhores resultados na avaliação dos professores.

Como se pode concluir, os desafios profissionais enfrentados pelo coordenador pedagógico são inúmeros. A começar por questões trabalhistas que nada têm a ver com o desempenho do seu trabalho. Muitas vezes são os professores que se veem obrigados a exercer tais funções por determinação da direção e acabam abraçando a causa, em benefício do aluno, das famílias, da direção e dos docentes.

Um bom começo para a valorização do coordenador pedagógico é que todos entendam  a extensão de sua importância. Além disso, investir em soluções tecnológicas para a otimizar a gestão de tempo da instituição também é uma boa solução. O GridClass é um software para gestão de quadro de horários capaz de criar uma complexa grade em apenas alguns minutos. Com essa ferramenta, seus coordenadores terão mais tempo para atuar em outras tarefas e seus professores ficarão mais satisfeitos com o melhor dimensionamento de suas aulas.

Quer receber semanalmente um e-mail com artigos e informações atualizadas sobre gestão escolar? Inscreva-se no nosso blog!

 

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email