Como organizar o tempo de estudo dos alunos dentro e fora da sala de aula



As diversas funções do professor exigem organização no planejamento das aulas e atividades, na correção de provas e na forma como lidera a sala de aula.  Terminar o trabalho em dia e seguir um cronograma planejado permite que os alunos estejam mais concentrados, e tenham tempo para desenvolver atividades extracurriculares.  É essencial que, além de estarem presentes e aproveitarem as aulas de forma produtiva, os alunos tenham tempo para aprender novas matérias e desenvolver interesse por diferentes assuntos. Confira algumas dicas para planejar suas aulas e o tempo de estudos dos seus alunos:

1. Planeje os exercícios e tarefas de casa

O excesso de exercícios e tarefas de casa pode fazer com que seus alunos tenham de assimilar muito conteúdo em pouco tempo, prejudicando o aprendizado. Assim, o ideal é que as aulas e os deveres de casa sejam planejados de forma a reforçar o conteúdo, através de atividades que provoquem questionamentos e despertem o interesse dos alunos. É importante também, que o professor esteja atento ao que deve ser passado em sala: nem todas as informações precisam ser ditas, e o excesso destas faz com que os alunos percam a concentração. Assim, procure deixar uma parte do conteúdo para ser lida em casa, permitindo que estes descubram novas informações por si só.

2. Planeje o período de avaliações

É muito comum que as escolas apresentem um calendário de avaliações que concentra provas e entregas de trabalho nas semanas finais do semestre. Tal organização faz com que muitas vezes o aluno não tenha o tempo necessário para se preparar de forma apropriada para cada uma destas avaliações. Assim, é importante que professores e gestores se organizem de forma conjunta, discutindo não somente o conteúdo a ser avaliado e opinando sobre este, mas também as datas das avaliações, oferecendo aos alunos tempo suficiente para que consigam estudar.

3. Incentive aulas práticas

A perda de concentração por parte dos alunos durante as aulas também têm como causa a dificuldade dos educadores em propor atividades práticas relacionadas à temática em estudo. Tais atividades incentivam o interesse do aluno pelo assunto, e permitem que este assimile melhor o que vem sendo apresentado nas aulas teóricas. Assim, procure investir em metodologias ativas, que promovam a participação dos alunos, e diminuam suas distrações, como atividades em laboratório, jogos relacionados ao tema, e visitas externas.

4. Aprenda com seus alunos

É essencial que professores estejam atentos às oportunidades de aprender com seus alunos, ou seja, entender o aluno não somente como objeto de reflexão do educador, mas como sujeito do processo educacional. Criar oportunidades em que os alunos são questionados com relação às suas opiniões sobre determinado assunto desperta maior interesse com relação a este, e contribui para uma relação com maior confiança e respeito entre aluno e professor. Assim, procure conhecer seus alunos através de perguntas relacionadas às suas atividades extracurriculares e suas opiniões sobre os temas discutidos em sala.

5. Planeje o tempo em sala de aula

Em comparação com países estrangeiros, o Brasil apresenta uma ideia equivocada de que o tempo de estudo corresponde ao tempo despendido em sala de aula. As universidades estrangeiras apresentam, porém, cargas horárias reduzidas, acreditando que cada hora em sala demanda em média uma hora extra de estudos e de leituras dos alunos. Apesar de o professor não deter poder sobre a redução da carga horária dos alunos, é interessante se basear nestas questões para planejar o tempo em sala de aula de forma que desperte interesse para o desenvolvimento de atividades fora dele. Assim, procure no tempo de aula apresentar os assuntos de forma a envolver os alunos, criando ferramentas para que estes se aproximem mais dos temas no período extraclasse através das tarefas de casa, da sugestão de livros ou filmes para a leitura, ou de lugares que podem ser visitados, onde é possível conhecer mais sobre as questões abordadas.

A organização dos professores é muito importante para que os alunos se sintam motivados com relação às aulas e os assuntos abordados, e visem não somente notas nas avaliações finais, mas aprendam e se interessem por estes. Assim, procure seguir nossas dicas, e encontrar as maneiras mais efetivas para o seu planejamento.

E você? Como organiza o tempo de estudos dos seus alunos? Compartilhe suas experiências nos comentários!

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email