Como fazer um plano de negócio e conseguir um empréstimo para a sua escola



Administrar uma escola exige amor à educação, empenho diário, mas também recursos financeiros para oferecer o melhor à formação dos alunos. Em tempos de grandes avanços tecnológicos, as estratégias pedagógicas precisam cada vez mais de constantes atualizações e, consequentemente, de investimentos em formação dos educadores e em infraestrutura.

Na hora de criar ou reformar escolas, uma alternativa é recorrer ao empréstimo financeiro. Com o dinheiro em mãos, é possível implantar, expandir e modernizar a escola. Está em busca de um empréstimo e quer saber como consegui-lo? Descubra abaixo como você deve agir.

Como conseguir um empréstimo para sua escola?

1 – Plano de negócios

Conseguir um empréstimo é de grande ajuda para os novos planos de uma escola, mas, antes de receber os recursos de alguma instituição financeira, é preciso garantir ao mercado que a escola vai conseguir pagar o crédito concedido. A garantia é dada por meio de planejamento.

Por isso, o primeiro passo em busca do sonhado empréstimo financeiro é formalizar o plano de negócio. O documento é extremamente necessário às escolas, para que a gestão ocorra de forma segura, além de ser item obrigatório para que diversos bancos liberem o crédito. O documento tem o objetivo de diminuir os riscos e as incertezas. Ao final da elaboração do plano, o empreendedor deve ser capaz de responder e de provar à instituição à qual solicita o empréstimo: vale a pena abrir, manter ou ampliar o negócio?

Mas, o que o plano deve conter? Ele deve traçar de forma clara:

a) os objetivos da escola;

b) os passos a serem dados para os objetivos serem alcançados;

c) os indicadores de viabilidade, especificando a lucratividade, a rentabilidade, o prazo de retorno do investimento e o ponto de equilíbrio;

d) a análise do mercado e dos concorrentes;

e) o plano de marketing;

f) o plano financeiro.

Caso precise de ajuda para entender e elaborar o plano de negócio, não se desespere. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae auxilia os empreendedores a redigir o documento. Basta ligar para 0800 570 0800 e se informar sobre a unidade do Sebrae mais próxima.

Outros auxílios para a elaboração do plano são disponibilizados pelo Sebrae na internet:

– software de elaboração do plano de negócio http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/mg/artigos/Software-Plano-de-Neg%C3%B3cios-2.0

– Comece certo – escola infantil (guia para gestores de escolas)  http://www.sebraesp.com.br/arquivos_site/biblioteca/ComeceCerto/Escola_infantil.pdf

2 – Instituição financeira

Após a elaboração do plano de negócio, o segundo passo é apresentá-lo a uma instituição financeira e pedir o empréstimo. Diversos bancos oferecem linhas de crédito, mas uma das principais alternativas é ter o financiamento com auxílio do governo federal, realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. No BNDES, os juros costumam ser menores e o prazo para pagamento maior, facilitando o cumprimento do plano de negócios.

Para as escolas, o BNDES possui quatro modalidades de empréstimo: BNDES Automático, BNDES Finem, BNDES Finame e o Cartão BNDES. Bancos privados também fornecem empréstimos a escolas em parceria com o BNDES. Para saber como solicitar uma linha de crédito, é só entrar em contato pelo telefone 0800 702 6337.

Criado o plano de negócios e liberado o empréstimo, é só começar a nova fase da escola!

Conseguiu um empréstimo para a sua escola e pode dar dicas a quem vai recorrer a essa alternativa? Comente abaixo!

tecnologia-educacional

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

1 comentários em “Como fazer um plano de negócio e conseguir um empréstimo para a sua escola”

  1. Eu concordo plenamente,mudando a educação do povo brasileiro teremos com certeza, bons políticos e acaba a malandragem, desde, que façamos com exemplos claros as nossas ações corretas, pois, vale mais uma ação……, que muitas palavras.
    Veja bem, suas ações ensinam tudo, enquanto suas palavras, com ações ao contrário, serve de prejuízo de tempo gerando,revolta para quem ouve ou vê.
    Seja inteligente, fale e faça como exemplo.

    Responder

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email