Como a boa utilização do espaço da escola contribui para a melhoria do aprendizado



A escola constitui, muitas vezes, um dos espaços em que grande parte das crianças e jovens passam a maior parte do dia, sendo cenário diário de discussões, debates, interações sociais, lazer e, principalmente, de estudos. A estrutura física da escola, tal como as diversas dimensões que a constituem, como o método de ensino e organização, por exemplo, representa muito dos processos que ali se desenvolvem.

É por isso que o ambiente físico escolar é tão importante para o corpo discente, e deve ser sempre utilizado da melhor maneira possível. Além de poder estimular ou reprimir o convívio social, é sabido que a interação com o espaço da escola pode interferir diretamente no processo de aprendizagem dos alunos.

Os espaços como extensões da sala de aula

Se bem utilizado, com uma configuração intimista e acolhedora, todo o ambiente físico da escola pode funcionar como uma extensão da sala de aula, incitando interações prazerosas entre os alunos e contribuindo para que eles se motivem sempre mais aos estudos. De tal forma, o espaço físico escolar constitui também um espaço pedagógico.

Isso significa mais do que oferecer aos alunos uma escola bonita, limpa e bem planejada, mas também um lugar confortável, que busque a identificação com o corpo discente. É necessário fazer com que os estudantes sintam que o espaço escolar também lhes pertence e, portanto, que devem respeita-lo e preserva-lo como uma extensão de suas próprias casas.

Porém, se a utilização é feita de maneira imprópria e a estrutura é pouco funcional, o ambiente físico escolar pode representar um fator de delimitação para o processo de aprendizagem dos alunos. O objetivo deve ser sempre fazer com que a interação com o espaço da escola pelos alunos seja a melhor possível – que o tempo despendido fora das salas de aula seja prazeroso e estimule a criatividade e relacionamento entre os que frequentam os espaços.

GridClass: um sistema para otimização do quadro de horários

Uma solução para que os espaços físicos disponíveis na escola sejam melhor utilizados e aproveitados pelos alunos é a otimização do tempo dedicado em sala de aula. A gestão adequada da distribuição das disciplinas permite não só o melhor rendimento do tempo para professores, coordenadores e gestores, mas também a melhor interação dos alunos com os demais espaços físicos da escola, contribuindo de tal modo com o processo de aprendizagem e com o desenvolvimento escolar e pessoal do corpo discente.

Atualmente, existe disponível no mercado um sistema de gestão para o quadro de horários de escolas: o GridClass. O software online se propõe a gerar o melhor quadro de horários possível, dimensionando corretamente as disciplinas para máxima redução das janelas, mesmo em colégios que dispõem de mais de uma unidade.

Além disso, o GridClass possibilita que os educadores relacionem as disciplinas e equilibrem os tempos semanais dispendidos em suas escolas, contribuindo para a economia de tempo e dinheiro, uma vez que o abatimento de janelas evita o pagamento de horas não trabalhadas.

 

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email