Aula prática como ferramenta de ensino



A reforma curricular nos últimos anos trouxe um destaque maior para a importância do ensino em laboratório. As aulas práticas funcionam como uma espécie de catalisador para os conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas, já que a vivência de uma experiência facilita a fixação das informações. A prática não inclui somente as atividades realizadas em laboratório, mas diversas outras experimentações que podem ser realizadas em sala de aula com materiais simples. Isto promove o desenvolvimento nos alunos da capacidade de reflexão, construção de ideias e atitudes, além do conhecimento de procedimentos. Mas quais são os reais objetivos a serem alcançados com estas atividades e por que são muitas vezes deixadas de lado na grade curricular das escolas?

Objetivos das atividades práticas na educação

Fixação do conteúdo

Os conceitos apresentados nas aulas teóricas, principalmente os mais abstratos, podem ser melhor desenvolvidos através das atividades práticas, oferecendo ao aluno a oportunidade de realmente vivenciá-los em laboratório. Para tal, é essencial que estas atividades caminhem em conjunto com os conteúdos abordados em sala, promovendo a aprendizagem de conceitos específicos e contextualizando o aluno no que está sendo estudado.

Desenvolvimento de habilidades

Atividades práticas, quando bem desenvolvidas pelo professor, possibilitam que os alunos desenvolvam habilidades de desempenho de investigações científicas e de análise de dados. O ideal é que o trabalho em laboratório parta de questionamentos realizados em sala de aula e que permita que os alunos testem suas hipóteses, planejem suas ações para tal e as executem. Além disso, os resultados, levados de volta para a sala de aula possibilitam a discussão e assimilação do conteúdo.

Desenvolvimento afetivo

Atividades práticas permitem que o aluno desenvolva sua capacidade de trabalho em equipe. Mesmo quando não desenvolvidas em grupos, levantam discussões e promovem a capacidade de o aluno perceber sua capacidade de afetar o ambiente através de suas ações.

Por que as aulas práticas não são mais utilizadas nas instituições?

O principal problema está relacionado à falta de organização da grade curricular para o desenvolvimento destas atividades, ou seja, não existem atividades já preparadas e falta tempo para que o professor planeje a sua realização. Muitas escolas apresentam laboratórios e equipamentos que são raramente utilizados devido à falta de planejamento para tal. Diversas outras atividades podem ser desenvolvidas mesmo sem a disponibilização de recursos de laboratório por parte da escola dentro da própria sala de aula ou em atividades externas. Assim, a principal ferramenta para seu desenvolvimento no ambiente escolar é simples: organização e planejamento.

Utilize a tecnologia a seu favor

O GridClass é um sistema de gestão de quadro de horários em escolas, cujo compromisso é entregar o melhor quadro possível, relacionando as disciplinas e dimensionando os tempos semanais das aulas. A ferramenta permite que os ajustes do quadro horário sejam realizados de forma prática, rápida e em tempo real, apenas arrastando o Grid. Assim, o sistema contribui para a criação de um quadro horário mais balanceado entre aulas teóricas e práticas, permitindo o planejamento da instituição com relação aos horários dos professores.

Uma gestão pedagógica eficiente inclui as atividades práticas no dia a dia dos alunos e permite que os professores tenham tempo para planejá-las de forma adequada a partir dos recursos disponíveis.

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

1 comentários em “Aula prática como ferramenta de ensino”

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email