7 habilidades sociais desenvolvidas pela escola



Todos os alunos são dotados de potencialidades e habilidades sociais que precisam ser trabalhadas. Estímulos diários podem ajudar a transformar essas habilidades em competências, preparando-os para uma vida plena como cidadãos, capazes de fazer escolhas adequadas ao seu perfil e prontos para enfrentar o mercado de trabalho.

1. Socialização do aluno

A educação é um processo socializador porque possibilita aos estudantes inúmeras vertentes para complementar e enriquecer seus conhecimentos, já que a escola é um espaço plural. É nesse espaço que terão a possibilidade de expandir suas primeiras relações sociais, pois irão conviver com grupos maiores e bem diversificados, onde aprenderão as primeiras noções do que é dividir. É na educação infantil que começam a se familiarizar com hábitos que irão refletir em suas vivências futuras. Aprendem a trocar com o outro, a ouvir, a esperar por sua vez de entrar na brincadeira ou na roda de contação de história.

2. Cooperação e trabalho em equipe 

É no espaço escolar que são desenvolvidos e estimulados a cooperação e o trabalho em equipe. Como já foi dito anteriormente, a escola é um ambiente plural que tem todos os requisitos para se implementar as noções básicas para futuros cidadãos e empreendedores. Atividades devem ser propostas a cada dia para estimular na criança o espírito de equipe, como por exemplo, a roda de contação de história nos anos iniciais e a produção de pequenos textos, quando cada criança do grupo fornece dados para o texto final, com frases compostas pelos alunos e supervisionada pela professora da turma. As atividades devem trazer sempre muita alegria para quem estiver envolvido. Afinal, a educação deve ser prazerosa.

3. Tomada de decisão e liderança

É um enorme desafio para os gestores escolares porque exige novas atenções, já que é necessário envolver a todos: comunidade, escola e família. Trata-se de um processo bem delicado, que dependerá de estratégias adequadas a determinada comunidade. Para que tudo possa fluir e atender a tomada de decisão, são necessários conhecimentos, habilidades e atitudes, que irão levar ao melhor atendimento da comunidade e dos familiares, professores e os alunos. Todas as estratégias precisam ser discutidas e avaliadas para que o resultado seja alcançado, ou seja, não adianta ser só um bom líder, tem que ter competência para entender bem as relações interpessoais já que estarão sobre a sua responsabilidade todos os grupos citados acima.

4. Resolução de problemas e conflitos

A escola é um ambiente propício para mediar conflitos e problemas que possam existir. É neste espaço que os pais procuram encontrar profissionais qualificados e competentes para mediação de conflitos usando diferentes competências que possam ajudar a prevenir e a administrar de forma construtiva os possíveis embates. É nesse ambiente harmonioso se formar e informa os futuros cidadãos.

5. Fortalecimento do caráter

Os espaços escolares recebem crianças cada vez mais novas. Com isso, cresce a responsabilidade dos profissionais envolvidos. Às vezes, alguns valores trabalhados no espaço escolar não correspondem à vivência da criança em casa. E ai surgem na escola certas demandas, como por exemplo, resolver conflitos familiares. Por isso, gestores competentes fazem toda a diferença. São eles que irão intermediar caso existam alguns conflitos, possibilitando desta forma fortalecer o caráter das crianças. E então, o objetivo de desenvolver competências e habilidades, fornecendo noções reais dos valores morais para que os alunos se tornem cidadãos plenos, será alcançado.

6. Estabilidade Emocional

Consideramos uma habilidade muito delicada a ser trabalha e de muita importância para o futuro da criança. As reações emocionais devem ser cuidadosamente observadas. Por exemplo, prestando atenção se há uma mudança brusca de humor, o que pode se caracterizar como uma instabilidade emocional que, quanto mais cedo for trabalhada, tanto melhor para a fase adulta.

7. Consciência

Uma tarefa a ser desenvolvida desde cedo pela família e, posteriormente, no ambiente escolar porque favorece a autonomia, a organização e a eficiência dos estudantes para a vida adulta. Profissionais adequados e espaços escolares acolhedores conseguem transformar os alunos em adultos capazes de gerir a própria vida, fazendo escolhas corretas e adequadas à vida profissional, social e emocional.

Importante ressaltar que desenvolver competências e habilidades não é algo simples e é um dos desafios enfrentados pelo gestor escolar. É necessário que os profissionais envolvidos no processo sejam qualificados para isso, pois estamos lidando com seres humanos e sabemos que cada um tem seu tempo certo para assimilar e aprender. O acolhimento e o respeito aos estudantes devem ser desenvolvidos diariamente por todos. A educação é a melhor maneira de dar autonomia aos alunos para seres capazes de escolher seus próprios caminhos.

Gostou? Para mais informações sobre educação, acompanhe as atualizações do blog!

planilha reuniao pedagogica2

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email