5 perguntas que os pais devem fazer aos professores nas reuniões escolares



Já é um consenso entre pais e educadores que a participação ativa dos pais ou responsáveis na vida escolar do aluno melhora e muito o seu desempenho na sala de aula – e também fora dela. Nada é tão estimulante quanto alguém genuinamente interessado em nossa performance, e para uma criança e/ou adolescente em processo de amadurecimento emocional esse interesse e essa dedicação são ainda mais valiosos.

Porém, muitos pais se sentem perdidos e desconcertados durante as reuniões escolares, que representam um dos momentos mais importantes da interação pais/escola. Em que sentido os pais podem pedir orientações ao professor? Quais são os direcionamentos necessários para melhor ajudar e orientar o aluno durante sua trajetória escolar?

Sem querer esgotar a matéria, visto que cada aluno é único, tendo cada criança/adolescente suas próprias necessidades, que não podem ser padronizadas, segue abaixo uma lista de dúvidas mais comuns, que podem e devem ser feitas pelos pais ao educador de seus filhos durante as reuniões escolares:

1. Comportamento

É extremamente importante para os pais saberem como seu filho se comporta na escola. Muitas crianças apresentam comportamentos inteiramente diversos, dependendo do ambiente em que estão: eles podem estar assustados, inseguros, querendo agradar ou incomodados com alguma coisa – e tudo isso deve ser verificado. Mudança brusca de comportamento também sugere que algo está errado com o aluno e isso deve ser também reportado aos pais.

2. Interesse nas aulas

Crianças gostam de aprender coisas novas. Se o aluno se mostra desestimulado de alguma forma, sendo desatento em sala, os pais precisam saber. Pode até ser sinal de algum distúrbio como TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção), dislexia ou alguma outra anormalidade que pode ser corrigida. Ou o professor não está sabendo cativar os alunos, e tudo isso são pontos que devem ser discutidos entre professores e responsáveis.

3. Sociabilidade

Os pais querem que os filhos sejam pessoas bem-sucedidas na vida, felizes e integrados com os amigos e colegas. Se a criança não está conseguindo se socializar com os colegas de classe, pode estar havendo algum problema: ela pode ser tímida, estar se sentindo insegura ou até mesmo sofrendo bullying.

4. Tarefas escolares

Até onde os pais podem ajudar os filhos na execução das tarefas de casa? Há algo específico que possa estar sendo feito para auxiliar as crianças durante a realização de suas atividades? É bom estar informado sobre o posicionamento da escola quanto a isso.

5. Celulares e gadgets

Há escolas que têm regras bastante claras quanto à utilização de aparelhos eletrônicos em sala: podem ser proibidos terminantemente ou tolerados, e os pais devem se informar antes de permitir que os filhos levem tais itens à escola.

Além de esclarecer essas questões, os pais não devem nunca se sentir intimidados diante do professor, mas sim procurar estar em contato constante e não apenas no momento das reuniões. O professor por sua vez, deve proporcionar essa acessibilidade, o que deixará os pais bastante tranquilos a esse respeito. Muitas vezes, a criança passa mais tempo na escola sob o olhar dos educadores do que em companhia dos pais, sendo muito importante essa interação e troca de informações.

Você acha que a comunicação entre pais e professores tem sido satisfatória ou deixa a desejar? Deixe sua opinião!

 

^A55E756AE1AC972B3EF65A4A0E3546F75F1A04E9F56F84876A^pimgpsh_fullsize_distr

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email