Saiba como os aplicativos são utilizados por crianças e adolescentes em idade escolar



Hoje em dia é praticamente impossível fazer uma criança ou adolescente ficar longe dos dispositivos móveis. Seja na escola, em casa ou na reunião entre amigos, os tablets, smartphones, notebooks e afins estão por toda parte. A principal questão que surge em meio a tanta “dependência tecnológica” é: o quanto este contato acirrado com a tecnologia pode ser prejudicial para os jovens que estão em pleno desenvolvimento cognitivo e de caráter?

Diversas pesquisas e estudos têm sido desenvolvidos a fim de verificar o contato dos jovens com estes aplicativos enesse post, vamos falar um pouco sobre o resultado dessas análises.

Pesquisa comprova que crianças e adolescentes usam aplicativos constantemente

Recentemente, o Comitê Gestor da Internet divulgou uma pesquisa que obteve como resultado a conclusão de que 82% dos jovens acessam internet através de seus dispositivos móveis como smartphone. Este resultado mostra que hoje em dia, a procura por aparelhos eletrônicos para acesso à rede mundial de computadores ocorre desde a infância, não somente por questão opcional e para “ficar na moda”, mas também para manter contato com os familiares. É importante ressaltar que este estudo foi desenvolvido com crianças entre 9 e 17 anos de idade, formando uma amostra de 2,1 mil entrevistas.

Outro dado revelado por este estudo, que teve os dados coletados em 2014, foi que o uso de tablets dobrou entre os anos de 2013 e 2014. Em 2013, 16% dos jovens dessa faixa etária usavam tablets, enquanto que em 2014 esse número subiu para 32%. Ao aumentar a quantia de crianças que usam smartphones e tablets, automaticamente eleva-se o número de jovens que acessam aplicativos, principalmente aqueles de mensagens instantâneas como o WhatsApp.

Embora o uso de aplicativos nessa faixa etária seja frequente, a utilização destes dispositivos é recorrente por crianças com idade inferior a oito anos de idade. Segundo uma pesquisa realizada pelo Grupo Common Sense Media, 72% das crianças com idade igual ou inferior a oito anos já usaram mídias móveis para acessar desenhos, games ou outro tipo de conteúdo chamativo para essa idade. Deste número, 17% utilizam aplicativos de forma diária. O resultado obtido foi razão suficiente para que os profissionais ligados à American Academy Pediatrics (AAP) recomendassem a realização de um plano de uso de mídias para a família, para que a utilização destas tecnologias não seja prejudicial ao desenvolvimento das crianças e que a sua relação interpessoal não seja limitada.

Fique sabendo quais aplicativos estão fazendo sucesso entre crianças e adolescentes

Engana-se quem acha que as crianças gostam de acessar a internet unicamente por conta das redes sociais como Facebook, Twitter e WhatsApp. Hoje em dia, há uma infinidade de opções interessantes de aplicativos que chamam a atenção de qualquer pessoa, inclusive de crianças e adolescentes.

  • Snapchat: App chamativo porque permite divulgar fotos e vídeos por determinado período de tempo (3 e 10 segundos) e que ficam disponíveis por 24h. Após esse intervalo de tempo, o conteúdo desaparece e o restante das pessoas não têm mais acesso aos conteúdos;
  • Tinder: Este é um app mais utilizado por adolescentes do que por crianças, uma vez que é um aplicativo de relacionamentos. Nele, o interessado faz um perfil e inclui uma foto, sendo que as pessoas que visualizam o perfil podem rejeitá-lo ou ficar interessadas;
  • Burn Note: Este app é semelhante ao Snapchat, mas não possibilita a divulgação de fotos nem de vídeos. Com ele, o usuário pode mandar somente mensagens, sendo que as palavras vão sendo divulgadas lentamente;
  • Whisper: Através desta plataforma as pessoas podem divulgar os seus segredos, ler os segredos de seus contatos ou espalhar rumores de forma anônima;
  • Fess: Outro app ligado à confissões anônimas, mas desta vez no ambiente escolar. Nele é proibida a participação de pais e professores, somente estudantes podem utilizá-lo .

A utilização de aplicativos já é uma realidade no dia a dia dos jovens e, com a internet cada vez mais presente em tudo o que fazemos, é fato que essa prática será mais frequente nos próximos anos.

É muito importante que a escola e a família procurem saber mais sobre essa novas mídias, pois elas influenciam diretamente  a forma como os jovens se relacionam com seus familiares e amigos, e também a forma como produzem e consomem os conteúdos que contribuirão para sua formação como estudantes e cidadãos.

O panorama atual de utilização destas tecnologias requer que os pais e a escola mantenham certos cuidados no que tange ao controle do uso destes recursos. Alguns dos cuidados recomendados são: experimentar os aplicativos que os jovens usam, estar aberto para novas ideias e cultivar a confiança das crianças para que possam informar sobre os novos interesses relacionados aos aplicativos, solicitar que as crianças/adolescentes sejam seletivos ao manter contatos na internet, educar os jovens em prol da privacidade, entre outros cuidados.

Utilize os dispositivos móveis a seu favor e conecte a sua escola com os pais e alunos! Conheça o Wello, o aplicativo de comunicação perfeito para sua instituição!

Banner_Trilha-Eva_750x125

Author Image

Por WPensar

Desenvolvemos a melhor e mais completa plataforma de gestão escolar para instituições de ensino, otimizando a capacidade gerencial e oferecendo uma nova visão da administração.

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine e receba nossos posts direto no seu email